APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

11/09/2017
UPD de Jaú da APTA comemora 80 anos de contribuição em pesquisa agropecuária na região
A Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento (UPD) de Jaú, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, completa 80 anos de pesquisa em 2017. A comemoração será realizada em 13 de setembro, às 19h, durante o IV Encontro DNA - Desenvolvendo Nosso Agronegócio, em Jaú.

Atualmente, a UPD de Jaú conta com cinco projetos de pesquisa, três pesquisadores e sete técnicos e servidores de apoio. A unidade desenvolve pesquisas em melhoramento genético de cana-de-açúcar para alimentação animal, produção de cachaça artesanal e açúcar mascavo, irrigação de cana-de-açúcar, melhoria da qualidade do pescado cultivado para consumo humano por meio da sanidade e ganho de peso de ovinos.

Para a chefe da unidade, Gabriela Aferri, a UPD é importante para o desenvolvimento do agronegócio local, por estar em contato direto com os produtores rurais. “É um local muito atual, que segue as demandas do mercado e onde se pode buscar conhecimento. É uma fazenda que permanece há 80 anos com o intuito de informar e ajudar os produtores, pois acreditamos que essa interação com a comunidade é tão importante quanto a pesquisa”, afirma.

Parcerias

Ao longo de seus 80 anos, a Unidade cultivou e firmou diversas parcerias com outras instituições de pesquisa e ensino e com a iniciativa privada. Atualmente, as que mais se destacam são as com a Universidade Sagrado Coração (USC), de Bauru; Faculdades Integradas de Bauru (FIB); Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Jaú e a Escola Técnica Estadual “Prof. Urias Ferreira”, ambas do Centro Paula Souza; e a Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) Campus de Botucatu e Jaboticabal. Além disso, a UPD mantém projetos em desenvolvimento com cooperativas, associações, escritórios da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), integrantes do setor produtivo e órgãos do governo, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Para Jozrael Rezende, professor da Fatec de Jaú, a importância da unidade se mostra na história da pesquisa agrícola, que foi fundamental para o crescimento da região. “A Unidade se apresenta como um fomentador de desenvolvimento, já que não só auxilia a região, como também transfere as pesquisas e tecnologias para todo o estado de São Paulo”, diz.

Rezende afirma que a parceria é significativa por conta do trabalho em conjunto feito pelos pesquisadores da APTA, docentes e alunos da Fatec. Além de aulas e atividades, como palestras realizadas na Unidade e na faculdade, há também alunos que fazem projetos de iniciação científica e estágio na UPD. “A APTA auxilia não só nas ações para os produtores, como também complementa a formação de nossos alunos”, afirma.

Segundo ele, a unidade também é importante por desenvolver pesquisas que conciliam agricultura e meio ambiente. “Ao invés de ser agricultura versus meio ambiente, a APTA faz com que sejam ações conjuntas”, explica o professor.

De acordo com o produtor e diretor da Associação dos Produtores de Cana de Bariri e Região (Assobari), Acácio Masson Filho, a unidade é de extrema importância para o segmento de cana-de-açúcar de Jaú. “São desenvolvidas diversas atividades, como reuniões produtivas para orientar os produtores, especialmente na área de cana-de-açúcar. Eles incrementam o desenvolvimento da agricultura do Estado de São Paulo, realizando trabalhos de altíssimo nível”, explica.

O presidente da Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul (Orplana), Eduardo Vasconcellos Romão, afirma que ter a APTA como parceira é um “privilégio”. “É ótimo ter essa parceria com uma das unidades da APTA para prospectar, aprimorar e participar dos processos de pesquisa para alavancar e fortalecer a atividade na região”, diz.

De acordo com Romão, ao levar a pesquisa aplicada ao campo, a APTA consegue elevar o patamar de produtividade de uma das principais culturas paulistas. “Sem contar que todos os moradores da região são impactados positivamente, melhorando a vida da população e a economia e girando a cadeia produtiva”, afirma.

História

A Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú da APTA foi fundada em 25 de abril de 1937, quando a prefeitura municipal adquiriu um terreno com 72,6 hectares, com o intuito de doá-lo ao Estado de São Paulo. “A ideia era que ali fosse instalado um campo de demonstração de agricultura e pecuária”, conta Gabriela.

Com plantações de diversas culturas, em 1943, foram feitas adequações da Secretaria de Agricultura, e o Campo de Demonstração de Jaú passou a ser chamado de Subestação Experimental, integrando a Divisão de Experimentação e Pesquisas do Instituto Agronômico (IAC).

Contando com uma Estação Zootécnica, a Estação Experimental possuía reprodutores asininos, equinos, bovinos e caprinos. A unidade foi pioneira na região em inseminação artificial, em 1952, e os criadores de Jaú eram chamados para utilizarem esse serviço gratuitamente.

A partir da década de 60, com o aumento do cultivo de cana-de-açúcar na região, as pesquisas se voltaram para a cultura. Em 1965, o chefe da Estação Experimental, Mário Campana, manifestou interesse em integrar os projetos de pesquisa na canavicultura e, no mesmo ano, a Estação fez o plantio do primeiro campo de seedling de cana-de-açúcar, que são plântulas originárias de sementes. O material produzido em Jaú passou a ser distribuído e multiplicado para toda a rede experimental do Programa Cana IAC – um dos principais programas de melhoramento genético de cana do mundo.

Em 2002, com uma nova reformulação da Secretaria de Agricultura, a Estação passou a fazer parte do Polo Regional de Bauru da APTA e a se chamar Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú.

Em 2013, foi lançado o livro “Terra Roxa: Vida e Ciência na Estação Experimental de Jaú”, escrito pela historiadora, Léa de Ungaro de Almeida Prado e pelo jornalista José Renato de Almeida Prado. A obra, com 202 páginas e 100 fotografias de fatos históricos e científicos, retrata os primeiros 75 anos da UPD.

Para Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, os 80 anos da unidade da APTA são motivos de orgulho para a ciência e agropecuária paulista e nacional. “A UPD de Jaú da APTA tem o objetivo de levar tecnologias e conhecimentos para os produtores e o setor de produção de uma região estratégica do Estado de São Paulo. Ao longo desses 80 anos, o local tem melhorado a produção e a qualidade de vida da população e tem aproximado a pesquisa daqueles que a utilizam, uma recomendação do governador Geraldo Alckmin”, afirma.

IV Encontro DNA – Desenvolvimento Nosso Agronegócio

De 13 a 15 de setembro de 2017, a APTA realizará o IV Encontro DNA – Desenvolvendo Nosso Agronegócio, com o objetivo de ser um facilitador para que todos os segmentos envolvidos com a produção rural local e regional tenham um ambiente favorável para discussão e análise do agronegócio. O evento marca a comemoração dos 80 anos da Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Jaú “Hélio de Moraes” da APTA.

Serão oferecidos cursos de curta duração, treinamentos técnicos e um dia de campo. Um ciclo de palestras com os conceitos atualizados de gestão e administração eficiente dos diversos segmentos do agronegócio será organizado para fomentar e embasar as ações de empreendedorismo na região de Jaú. Serão discutidos ainda temas relacionados às oportunidades de negócios, nichos de mercado, regulamentação e legislação nas atividades rurais.

O IV Encontro DNA: Desenvolvendo Nosso Agronegócio é organizado pela UPD Jaú da APTA, Cooperativa Agrícola do Jahu, Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati-EDR Jaú) e A&E Arquitetura e Empreendimentos. O evento conta com o apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag), Prefeitura Municipal de Jaú, Sindicato Rural, Associação dos Plantadores de Cana da Região de Jaú (Associcana), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiróz” (Esalq/Usp) e Instituto Agronômico (IAC-APTA).

SERVIÇO

Comemoração dos 80 anos da UPD de Jaú da APTA


Data: 13 de setembro de 2017

Horário: 19h

Local: Unidade de Pesquisa de Jaú da APTA

Endereço: Rodovia Deputado Leônidas Pacheco Ferreira, Km 304, Jaú (SP).

Por Giulia Losnak (estagiária) e Fernanda Domiciano

Assessoria de Imprensa – APTA

(19) 2137-8933

|Voltar|