APTA - Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios

Notícia

 

05/01/2018
IEA 2018: foco na concretização dos novos projetos e modernização dos tradicionais produtos e serviços
Além dos estudos conhecidos e utilizados tanto pelo mercado e poder público, entre os quais estão o Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), a Balança Comercial, as Previsões de Safra e de Produção Animal, e as parcerias com a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) para desenvolver o Índice de Preços Diários do Boi Gordo e a nova metodologia de levantamento de preços de Terras do Estado de São Paulo e o cálculo do produto interno bruto (PIB), em colaboração com a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), o Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, centrará esforços no desenvolvimento de novos projetos.

Meses após com 75 anos de existência, o IEA não descansa em berço esplêndido e já se programa para 2018. Na prancheta, estão o protocolo de intenções com a Organização de Plantadores de Cana da Região Centro Sul do Brasil (Orplana), com o objetivo de trocar informações referentes à gestão agrícola da produção de cana-de-açúcar e elaborar projetos sobre sistemas de produção e estimativas de custo; a parceria com a Bolsa Brasil Balcão (B3) para elaboração de índice de preço de commodities agropecuárias; e a retomada dos levantamentos do Mercado de Defensivos.

Também está programada para 2018 a ampliação da base de levantamentos de preços e estatísticas de produção com a inserção de produtos orgânicos no Estado de São Paulo, trabalho que será realizado será realizado em parceria com as Coordenadorias de Assistência Técnica Integral (Cati) e de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro), órgãos da Secretaria de Agricultura, servindo como base para ações de segurança alimentar.

O secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim destacou a relevância do trabalho realizado pelo IEA para o fortalecimento do setor: “as análises realizadas pelo IEA são importantes para medir a dinâmica do setor agropecuário paulista e fundamentar políticas de incentivo à produção e geração de renda ao produtor”, afirmou.

Por: Nara Guimarães

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

|Voltar|