cabecalho apta130219

Agrônomo, profissional fundamental para fomentar a agricultura que abastece o mundo

O grande desafio do agronegócio para os próximos anos é aumentar a produtividade, sem abrir mão dos recursos naturais para produzir alimentos de qualidade para abastecer as mesas da crescente população global, que atingirá a marca de 9 bilhões de habitantes, em 2050, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO – do inglês Food and Agriculture). O órgão internacional estima um aumento de 40% na produção agrícola brasileira nos próximos 30 anos, o que evidencia o crescente protagonismo da agricultura brasileira como provedora mundial de alimentação de qualidade.
Por isso, tem papel fundamental no mundo atual o engenheiro agrônomo, ou simplesmente agrônomo, profissional capacitado para fomentar a produção agropecuária, visando menor custo de produção, melhor qualidade e incremento da produtividade, buscando sempre a conservação do meio ambiente. Hoje, 13 de setembro, é o Dia Mundial do Engenheiro Agrônomo.
Presentes em todos os níveis hierárquicos, cerca de 830 engenheiros agrônomos compõem a equipe da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e ajudam a conceber e implementar políticas públicas adequadas às necessidades do produtor paulista, seja ele um grande empresário, médio ou agricultor familiar.
São profissionais capacitados que trabalham na extensão rural, orientando o produtor na execução de trabalhos relacionados à produção agropecuária, que pesquisam e aplicam conhecimentos científicos e técnicos de manejo e práticas para aumentar a produtividade, valorizar o produto e ampliar a renda no campo e que atuam para garantir a sanidade agropecuária em todo o território paulista. Esse trabalho de valorização da agropecuária orientado pelos engenheiros agrônomos tem ainda um relevante viés social, uma vez que contribui para a fixação do homem no campo, garantindo qualidade de vida nas zonas rural e urbana.
“A qualificação do engenheiro agrônomo é muito ampla, pois ele interage com todos os elos da cadeia produtiva, sendo capaz de planejar e executar serviços relativos à produção e exploração dos recursos naturais, desenvolver técnicas de combate às pragas que assombram nossa produção e aumentar a produtividade no campo”, comentou o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim.
A atuação desse profissional pode ser observada nos dados apresentados pelo Estado, em relação à produção brasileira. Com apenas 3% das terras destinadas à agricultura, São Paulo ocupa o primeiro lugar no ranking do valor da produção agropecuária (VPA), calculado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA), ligado à Secretaria.
Com uma cesta de produtos bastante diversificada, o Estado se destaca como o maior produtor nacional de cana-de-açúcar e seus subprodutos: etanol e açúcar – sendo responsável por 61,6% da produção nacional em 2015 –, ovos, borracha natural e frutas de mesa, entre elas, a laranja – da qual é igualmente o maior produtor mundial; além de limão, abacate, tangerina, goiaba e figo.
A economia também é beneficiada pela pujante produção agrícola paulista. De janeiro a julho de 2016, o agronegócio respondeu por 40,2% das exportações do Estado, de acordo com levantamento realizado pela Secretaria de Agricultura, por meio do IEA. O agronegócio tem contribuído decisivamente para reduzir o déficit da balança comercial, ou, como costuma dizer o governador Geraldo Alckmin, o segmento está “salvando a lavoura”.
Para o engenheiro agrônomo essa equação é muito clara: aumentar a produtividade, respeitando o meio ambiente, pois é da natureza que nasce a fonte que abastecerá o mundo. Nesse sentido, a orientação do secretário Arnaldo Jardim, corroborada pelo governador Geraldo Alckmin, é de ter um olhar para promover uma agricultura sustentável, em harmonia com o meio ambiente, apoiada pela pesquisa científica e extensão rural, sempre objetivando a saudabilidade dos alimentos.
“Parabéns ao engenheiro agrônomo, profissional que vive da terra para semear o desenvolvimento, garantindo um agronegócio saudável e competitivo”, celebrou Arnaldo Jardim.
#horaverdeSP
Por Nara Guimarães, Paulo Prendes e Paloma Minke
Mais informações
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11) 5067-0069

Pin It

Notícias por Ano