Apta

APTA aumenta em 16% quantidade de análises laboratoriais realizadas em 2018

Unidades de pesquisa da Agência têm 220 procedimentos laboratoriais credenciados pelo MAPA e acreditados pelo Inmetro

 

A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, fechou o ano de 2018 com aumento de 16% no número de análises laboratoriais realizadas por suas unidades de pesquisa em relação a 2017.

De acordo com dados do Plano Plurianual da APTA, em 2018 foram realizadas 370 mil análises laboratoriais. Em 2017, haviam sido feitas 319.566. Segundo Orlando Melo de Castro, coordenador da APTA, essas análisessão essenciais para aumentar o padrão de qualidade dos processos produtivos e dos produtos obtidos. “Esses serviços especializados prestados abrangem uma ampla gama de diagnoses, cobrindo desde insumos da produção rural até análises de alimentos prontos para o consumo final”, afirma.

As unidades de pesquisa da APTA têm 220 procedimentos laboratoriais credenciados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) ou acreditados na norma internacional ISO 17025, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), relacionada à qualidade. No biênio 2016/2017, as unidades de pesquisa da APTA realizaram 698 mil análises laboratoriais.

Outros resultados

O Plano Plurianual da APTA mostra que os seis Institutos e 11 Polos Regionais de pesquisa ligados à Agência realizaram 1.099 pesquisas no ano, sendo 28,6% delas na área de políticas públicas, 24,9% em hortícolas e agronegócios especiais, 15% em grãos e fibras, 14,8% em desenvolvimento regional, 8,5% em proteína animal, 4,8% em agroexportação e 3,4% em bens de capital e informações.

Além disso, o Instituto Agronômico (IAC-APTA) produziu 440 mil quilos de sementes genéticas básicas em 2018, destinadas à multiplicação comercial para o atendimento da demanda dos agricultores. “Esses materiais permitem a obtenção de altas produtividades nas lavouras, associadas a ganhos de quantidade e de qualidade na produção final, gerando postos de trabalho e renda”, explica Castro.

Dos serviços prioritários oferecidos pelas unidades de pesquisa da APTA, Castro destaca a disponibilização diária dos avanços tecnológicos em meio digital, utilizando os sites institucionais, o que dá agilidade à transferência dos resultados de pesquisa para a sociedade e mecanismos para esclarecimento de dúvidas e consultas de informações para tomada de decisão e resolução de problemas específicos diretamente com os pesquisadores especialistas nas diversas áreas do conhecimento.

Em 2018, foram realizados 1.300.000 mil atendimentos eletrônicos, 460 mil atendimentos técnicos e 400 mil atendimentos diretos. Ao todo, também foram treinadas 60 mil pessoas.

Por Fernanda Domiciano
Assessoria de Imprensa – APTA
19 2137-8933

Pin It

Notícias por Ano