cabecalho apta130219

Avicultura hindu, como a brasileira, quer regionalização da atividade

Horas antes do encontro, o secretário da Federação de Avicultura da Índia, Shabbir Ahmed Khan, informou à imprensa local que a agenda da audiência com o Ministro tinha dois itens. O primeiro e principal referia-se a apresentação, ao governo, de pedido para que sejam criadas, com urgência, zonas de produção avícola em todo o país. Secundariamente, a entidade deveria propor ao governo hindu a prestação de auxílio a Bangladesh, Mianmar e China no controle da Influenza Aviária, já que os três países afetados pela doença fazem fronteira com a Índia. Ao se referir a “zonas avícolas especiais”, o que a avicultura hindu está propondo, aparentemente, é a compartimentação da atividade. Mas a conclusão é a de que se busca uma regionalização similar à brasileira - ou seja, por estado – já que, nas palavras Khan, “estaremos solicitando do governo tratamento igual ao dado às exportações de carne bovina, o que permite que um problema sanitário de um estado não atinja o resto do país que pode, assim, declarar-se livre (de determinada doença)”. As propostas da entidade avícola hindu, consideradas emergenciais, são decorrência da detecção de novos casos de H5N1 no país. O foco envolve uma criação pequena, caracterizada como de subsistência. Mas, para ter certeza de que haverá absoluto controle da doença, as autoridades sanitárias da Índia já sacrificaram dezenas de milhares de aves criadas ao redor do foco. A repercussão que o caso vem alcançando já fez com que vários importadores da carne de frango da Índia vetassem a entrada do produto em seus territórios. Além disso, porém, o problema começa a se refletir internamente, no consumo diário da carne de frango. Mas o que preocupa mesmo a indústria avícola local é a perda do mercado externo, em cuja conquista o setor vem se aprimorando. Ou seja: apesar do potencial de sua população (1,130 bilhão de habitantes), a Índia consome pouca carne de frango – 1,5 kg per capita ao ano, segundo Shabbir Khan. Efetivamente, dados da FAO para 2005 apontam que o país produziu, naquele ano, 1,9 milhão de toneladas de carne de frango. Para simples comparação, a vizinha China, que tem uma população apenas 17% maior (1,320 bilhão de habitantes), registrou em 2005 uma produção de carne de frango 430% superior (10,1 milhões de toneladas, conforme a FAO). Assim, ganha peso na avicultura da Índia a exportação de carne de frango que, em 2005, absorveu mais de 35% da produção local. (fonte: Avisite)
Pin It

Notícias por Ano