cabecalho apta130219

Bagres resgatados no Aeroclube de São Paulo estão em exposição no Aquário do Instituto de Pesca

Vinte e dois dias após serem resgatados e passarem por um período de quarentena para reabilitação, dois dos cinco bagres da espécie Clarias gariepinus encontrados no Aeroclube de São Paulo, depois do alagamento que atingiu a capital em 10 de fevereiro, estarão expostos para visitação no Aquário do Instituto de Pesca (IP-APTA), que fica no Parque da Água Branca.

Durante este período, a equipe de pesquisadores da instituição, que faz parte da Secretaria de Agricultura e Abastecimento paulista, realizou análises com os cinco peixes resgatados – inclusive com um que não resistiu e que será taxidermizado e exposto no Museu de Pesca, em Santos, SP.

A equipe concluiu que, provavelmente, esses peixes habitavam o córrego Tenente Rocha, que se localiza dentro do Campo de Marte ou foram arrastados pela correnteza de alguma porção superior do rio, de condições ambientais toleráveis para a sobrevivência desta espécie, como exemplo o Parque Ecológico do rio Tietê.

Após o resgate e os cuidados recebidos, dois dos sobreviventes estarão expostos no Aquário do Instituto de Pesca, provando sua alta tolerância às condições ambientais extremas.

O Aquário do Instituto de Pesca convida toda a população da cidade a conhecer os peixes que não pararam de lutar por sobrevivência, no dia em que São Paulo parou devido ao excesso de chuvas. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), naquele dia foi registrado o segundo maior volume de chuva em 24h, de 114 mm para o mês de fevereiro, em 77 anos, só sendo superado pelos 121,8 mm ocorridos em 2 de fevereiro de 1983.

Conheça o Aquário IP

O Aquário do Instituto de Pesca, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, fica dentro do Parque da Água Branca, local de fácil acesso por meio de várias linhas de ônibus que param em frente e do metrô (Estação Palmeiras-Barra Funda).

O Aquário IP possui 30 viveiros com diferentes espécies de peixes, que podem ser vistas de terça a domingo, das 9h às 12h e 13h às 17h. O ingresso custa R$ 3, mas crianças até cinco anos e maiores de 65 não pagam. De segunda a sexta, das 10h às 17h, é possível agendar visitas escolares e de grupos pelo telefone (11) 3871–7549.

Pin It

Notícias por Ano