cabecalho apta130219

BALANÇA COMERCIAL: EXPORTAÇÕES DE CARNES ATINGEM us$ 10 BILHÕES NOS ÚLTIMOS DOZE MESES

Pela primeira vez, a exportação de carnes superou a marca dos US$ 10 bilhões no acumulado de doze meses. Com o valor, esse passa a ser o segundo item do agronegócio a integrar o seleto grupo dos setores que exportaram mais de US$ 10 bi no acumulado dos últimos 12 meses -- ao lado de complexo soja, material de transporte e componentes, produtos metalúrgicos, petróleo e derivados de petróleo, minérios metalúrgicos e produtos químicos. No acumulado do período entre junho de 2006 e junho de 2007, as carnes representaram aproximadamente 7% dos US$ 149,96 bilhões exportados pelo Brasil. Os dados integram a Balança Comercial do Agronegócio, divulgada pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Se considerados os últimos doze meses, a carne bovina representa 44% do valor exportado (4,4 bilhões) pelo complexo carnes. Em segundo lugar está a carne de frango, com 38,40%, o equivalente a US$ 3,8 bilhões, seguido pela carne suína, com 11,63% -- ou U$ 1,16 bilhão. Em junho, as exportações de carne foram 33% maiores do que no mesmo período de 2006. O montante embarcado passou de US$ 678,9 milhões para US$ 902,9 milhões e houve crescimento no total exportado para o exterior de todos os itens do complexo carnes, exceto para a carne bovina in natura. As exportações de carne de frango in natura apresentaram crescimento de 77,4%, e as exportações de carne suína in natura registraram incremento de 34%. Em junho, as exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 5,024 bilhões. O valor é o mais alto para meses de junho na série histórica e representa crescimento de 19% em relação ao mesmo período de 2006. As importações cresceram 28,3% e alcançaram US$ 611 milhões, totalizando superávit de US$ 4,413 bilhões. No primeiro semestre de 2007, as exportações do agronegócio somaram US$ 26,751 bilhões – 25,3% acima do valor exportado no primeiro semestre de 2006. Os setores que mais contribuíram em valor absoluto para o aumento das exportações foram complexo soja (61%); carnes (33%); sucos de frutas (112,3%); e cereais, farinhas e preparações (128%). Complexo soja e sucroalcooleiro - O valor das exportações do complexo sucroalcooleiro diminuiu 26,3% em junho, em relação a junho de 2006, especialmente devido à queda 33% no total exportado de açúcar. As exportações de álcool foram 12,9% superiores em relação a junho de 2006, o que resultou no aumento de 29,4% na quantidade embarcada, mesmo com preços 12,8% menores. No acumulado do ano, as exportações de álcool cresceram 98,8% -- as vendas somam US$ 698 milhões no período, contra 351 milhões em 2006 – e o volume embarcado foi 70,9% maior. Os embarques do complexo soja totalizaram US$ 1,231 bilhão; o valor exportado em grãos aumentou 59,3% – passou de US$ 512,9 milhões em junho de 2006 para US$ 817,4 milhões em junho de 2007 – impulsionado tanto pelo aumento da quantidade exportada (33,6%) quanto pelo preço (19,3%). O total exportado de farelo de soja gerou receita de US$ 159,5 milhões – 60,9% superior à obtida no mesmo período de 2006. Os preços do farelo de soja foram 14% superiores aos registrados em junho de 2006, enquanto o volume exportado aumentou 41,2%. As exportações de óleo de soja aumentaram 73,4%; o volume exportado cresceu 23% e os preços, 41%. (Laís Garcia)
Pin It

Notícias por Ano