cabecalho apta130219

Biocombustivel revolução na vida rural da América Latina

Para o diretor do BID, que participou ontem em Miami de uma conferência na qual foi anunciada a criação da Comissão Interamericana do Etanol, o álcool extraído da cana de açúcar, do milho e de outros produtos revolucionará "a vida rural da América Latina" à medida que "sua produção para energia aumentar". Alternativa limpa e viável - De acordo com Moreno, o álcool é "claramente uma alternativa real" ao petróleo que, além disso, "melhorará" substancialmente a "renda do camponês" na América Latina, algo que representa, segundo disse, um "desafio para os Governos": "O investimento em tecnologia". Nesse sentido, o governador da Flórida, Jeb Bush, um dos mais entusiastas incentivadores da pesquisa sobre este biocombustível nos Estados Unidos, assinalou na conferência que "a exuberância do álcool" é a "grande promessa" para o país. Acrescentou que seu uso é uma garantia de "proteção do meio ambiente" mais "limpo". Expectativa nos EUA - Nesse sentido, o governador da Flórida, Jeb Bush, um dos mais entusiastas incentivadores da pesquisa sobre este biocombustível nos Estados Unidos, assinalou na conferência que "a exuberância do álcool" é a "grande promessa" para o país. Acrescentou que seu uso é uma garantia de "proteção do meio ambiente" mais "limpo". O governador, irmão mais novo do presidente dos EUA, George W. Bush, expressou estar convencido que a produção de álcool cumprirá um duplo objetivo: "Reduzir a dependência dos EUA do petróleo exterior" e consolidar uma "segurança energética" e "eficiente". Os EUA, em números globais, são o segundo maior produtor mundial de álcool, com 30%, atrás apenas do Brasil, número 1 e maior exportador deste biocombustível, com 34% da produção total. O entusiasmo de Rodrigues - Ainda mais entusiasta foi o ex-ministro da Agricultura do Brasil Roberto Rodrigues, que falou sobre os novos horizontes "absolutamente fantásticos" que se abrem com a agroenergia. "Estamos aqui para anunciar e lançar uma nova civilização", um "projeto revolucionário" que forjará uma realidade "única" carregada de futuro para "nossos netos e para os filhos de nossos netos", exclamou Rodrigues, para garantir depois que a Comissão será muito "ambiciosa" com relação ao cumprimento de seus postulados. Rodrigues acrescentou que a Comissão Interamericana do Etanol, presidida por Jeb Bush, Moreno e ele mesmo, impôs como compromisso de fundação "mudar a civilização" com esta nova energia que permitirá que os países escapem da "dependência do petróleo". Qualidade de vida - Bush explicou que a "promoção do álcool" no continente atuará como catalisador que "eliminará barreiras para o livre comércio dentro da região" e "melhorará as economias e a qualidade de vida de milhões de pessoas". "O álcool pode ser um poderoso catalisador para as nações pobres", já que permitirá que "desenvolvam sua própria energia" e se beneficiem de uma "oportunidade econômica" por meio de investimentos neste setor. Assim, Moreno pediu que investissem na utilização das imensas áreas improdutivas para "cultivar a cana de açúcar" e aproveitar, desta maneira, esta "grande oportunidade" para as comunidades rurais que pode acabar com a emigração dos jovens do campo. Por isso, torna-se necessário, afirmou, chegar a um "consenso" sobre o álcool com os "políticos, os produtores de cana e de hidrocarbonetos e os defensores do meio ambiente".
Pin It

Notícias por Ano