cabecalho apta130219

Cana avança e criador se adapta

O avanço da cana-de-açúcar sobre as áreas de pastagem tem obrigado os criadores de gado de corte a buscar saídas para manter a competitividade da atividade. Entre as alternativas estão a intensificação da pastagem, a utilização de tecnologia, o melhoramento genético e a migração da criação para outras áreas, como Norte e Nordeste. O Grupo Jacarezinho, que há mais de 20 anos cultiva cana em Valparaíso (SP), está transferindo a parte de pecuária para o oeste baiano. No município paulista, está construindo uma usina que entrará em operação em 2008. A migração do rebanho começou em 2004 e deve terminar em 2010, quando todas as 40 mil matrizes do projeto deverão estar na Bahia. Segundo o diretor do grupo, Ian Hill, até o momento, cerca de 40% do rebanho já foram transferidos. De acordo com Hill, a valorização da cana como matriz energética tornou viável a cultura em São Paulo e agregou valor às terras. "A mudança do rebanho está sendo vantajosa.Ficamos mais perto do Pará, Tocantins, Goiás e da Bahia, onde estão alguns dos nossos grandes clientes", diz. "Nosso negócio até melhorou, mantivemos os clientes tradicionais e ampliamos a carteira. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Pin It

Notícias por Ano