cabecalho apta130219

Carnes puxam as exportações do campo no ano

Lideradas pelas carnes e alavancadas pelo forte crescimento do segmento sucroalcooleiro, as exportações brasileiras dos agronegócios totalizaram US$ 3,483 bilhões em fevereiro, 20,7% mais que no mesmo mês de 2006 (US$ 2,886 bilhões). De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura, as importações aumentaram 39,2% na mesma comparação, para US$ 610 milhões, e pressionou o superávit do setor, que ainda assim foi 17,4% maior e atingiu US$ 2,873 bilhões. De maneira geral, os números mostram que a balança do campo apresentou, no mês passado, comportamento semelhante ao observado em janeiro. Assim, os embarques mensais e bimestrais foram puxados, na ordem, por carnes (bovina, de frango e suína), produtos florestais, açúcar e álcool e soja e derivados (farelo e óleo). No primeiro bimestre, as vendas atingiram US$ 7,3 bilhões, 25,5% mais que em igual intervalo de 2006, as importações registraram salto de 34,4%, para US$ 1,246 bilhão, e o superávit subiu 23,8% e chegou a US$ 6,054 bilhões. Segundo análise divulgada pelo ministério, a carne bovina in natura foi responsável por 81,4% do crescimento geral de 36,9% das exportações do complexo carnes em fevereiro. No mês, esses embarques totais chegaram a US$ 766 milhões, ao passo que no bimestre as vendas renderam US$ 1,481 bilhão, 24,5% acima do mesmo período de 2006. A carne de frango também registrou avanço, mas os embarques de carne suína recuaram. Em geral, ressaltou o ministério, as exportações de carnes industrializadas continua em ritmo acelerado. Com incrementos de 4% em fevereiro e de 10,9% no primeiro bimestre, os produtos florestais aparecem em segundo lugar nos dois rankings - US$ 615 milhões e US$ 1,266 bilhão em embarques, respectivamente -, mas os holofotes seguem nas exportações sucroalcooleiras, que ocupam a terceira posição na lista. Em fevereiro, as vendas externas deste segmento somaram US$ 440 milhões, 41,9% superiores ao do mesmo mês de 2006; no bimestre, alcançaram US$ 1,133 bilhão, salto de 78,4%. Conforme o ministério, na comparação entre os meses de fevereiro as exportações brasileiras de álcool cresceram 42,4% em volume, e o preço médio subiu 43,7%. As de açúcar, por sua vez, aumentaram 20% em volume, com preço 14% melhor para o produto bruto e 6,8% superior no caso do refinado. No caso da soja e seus derivados, o mês passado foi de recuperação. O valor das exportações voltou a crescer em relação ao mesmo mês do ano anterior (15,3%, para US$ 400 milhões), mas no bimestre ainda houve queda sobre igual intervalo de 2006 - de 3,9%, para US$ 749 milhões. Apesar desse desempenho, no período de 12 meses até fevereiro o complexo ainda lidera os embarques do agronegócio do país, com US$ 9,278 bilhões (queda de 2,8% sobre os 12 meses anteriores). Nesse ranking, as carnes ocupam a segunda posição. Mais em www.agricultura.gov.br
Pin It

Notícias por Ano