cabecalho apta130219

Convênio entre Sebrae e Ibraf estimula a fruticultura em SP

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf) assinaram ontem (dia 15) um convênio para estimular o desenvolvimento e o crescimento da fruticultura em São Paulo nos próximos anos. De acordo com Maurício de Sá Ferraz, diretor do Ibraf, o acordo é calcado em duas linhas básicas: boas práticas de produção, com rastreabilidade dos produtos e estrita segurança alimentar, e promoção da produção, tanto no mercado interno quanto no exterior. "Queremos promover os produtos, não é uma promoção de preços. Entre outras ações, promoveremos degustações das frutas produzidas no Estado nos próprios pontos de vendas, tanto aqui como em outros países", disse Ferraz. Orçado em cerca de R$ 6 milhões - divididos em partes iguais entre o Sebrae e o Ibraf -, o convênio termina em outubro de 2008. Deverão ser beneficiados aproximadamente 400 fruticultores das regiões de Araraquara, Araçatuba, Botucatu, Campinas, Itapeva, Sorocaba e Presidente Prudente. "Essas regiões foram escolhidas de acordo com a própria demanda dos produtores", afirmou Ferraz. Fazem parte do convênio uva, caqui, limão tahiti, manga, abacaxi, figo, acerola, goiaba e frutas de caroço como pêssego e ameixa. Ferraz explicou que o acordo prevê a capacitação e orientação aos fruticultores quanto à certificação e adequação de propriedades. As exportações brasileiras de frutas frescas somaram US$ 472 milhões em 2006. No total, o segmento movimenta cerca de US$ 12 bilhões por ano no país.
Pin It

Notícias por Ano