cabecalho apta130219

Cresceu o abate de aves em 2006; apesar da crise

Mas o que se pretende aqui é avaliar como anda a Inspeção Federal em relação ao total de frangos produzidos no País. Com esse fim – meramente ilustrativo – cotejaram-se os dados do SIF com aqueles levantados pela APINCO no tocante ao alojamento nacional de pintos de corte (neste caso, descontando-se a possível mortalidade do volume total alojado - entre 3% e 5%). A tabela abaixo mostra os resultados dessa comparação, a saber: 1 – Estados como Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul têm todos ou praticamente todos os seus frangos abatidos sob SIF, pois os índices encontrados giram ao redor de 100%. Curiosamente, no Rio Grande do Sul o índice chega a 102,5%, o que soa como aberração. Mas, com certeza, nos abates gaúchos estão inclusos frangos criados em Santa Catarina e abatidos no Rio Grande do Sul, processo agora interrompido com o esquema de regionalização; 2 – Estados como Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal alcançam um alto nível de federalização – média de 87% entre os seis; 3 – Em Rondônia e Tocantins, o índice de federalização está ligeiramente acima de 65%; 4 - Nos seis demais estados relacionados pelo SIF (Bahia, Pernambuco, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Pará e Sergipe) o índice de federalização parece ser extremamente baixo. Nos três últimos estados citados, por exemplo, não chega a alcançar 10% do total de frangos criados; 5 – Como nos dados do SIF não há menção a eles, a conclusão é de que os dez estados brasileiros remanescentes (Ceará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Maranhão, Alagoas, Amazonas, Acre, Roraima e Amapá) não possuem estabelecimentos de abate de aves sob inspeção federal. 6 – Apesar disso, a média nacional de frangos abatidos sob inspeção ficou próxima de 85% - índice que coincide com aquele apontado por entidades representativas do setor. Naturalmente – e repetindo o que foi dito anteriormente – as presentes observações são meramente ilustrativas, podendo se alterar em face da inclusão de novas informações no banco de dados do MAPA. (fonte: Avisite)
Pin It

Notícias por Ano