cabecalho apta130219

Dia Mundial da Água: Secretaria de Agricultura mantém Centro de pesquisa voltado aos recursos hídricos

Água é saúde, natureza, urbanização, indústria, energia, alimentação e igualdade. Em 22 de março é comemorado o Dia Mundial da Água, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1992, com o objetivo de promover a conscientização sobre a relevância da água para a sobrevivência humana e de outros seres vivos. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo desenvolve diversas ações em suas coordenadorias para conservação e uso racional deste recurso fundamental para todos os âmbitos da vida, sendo um deles, a produção de alimentos.

O Instituto de Pesca (IP-APTA) mantém em São Paulo, capital, o seu Centro de Pesquisa de Recursos Hídricos, que realiza projetos de pesquisas relacionadas à atividade pesqueira, à aquicultura e ao meio ambiente em rios e reservatórios localizados no Estado de São Paulo.
De acordo com Cacilda Thais Janson Mercante, pesquisadora do IP, a atividade de aquicultura de água doce, por exemplo, requer água de boa qualidade para a produção de organismos aquáticos como peixes, camarões e rãs, ou seja, a produção de organismos aquáticos implica a conservação dos recursos hídricos. “A produção de peixes e outros organismos deve seguir as boas práticas de manejo, como o uso adequado de ração, levando-se em conta a qualidade e quantidade desse alimento. Desta forma, o aquicultor é consciente da importância da conservação da água e muito interessado em usar técnicas adequadas para manter a sanidade dos animais cultivados”, afirma.

O Instituto entende a água como um recurso de usos múltiplos, ou seja, que é usado de forma relevante em diversas áreas como agricultura, indústria, abastecimento, turismo e também para a aquicultura. “O Estado de São Paulo possui 22 bacias hidrográficas. O IP tem atuação nas bacias do alto, médio e baixo Tietê, com pesquisas voltadas à atividade pesqueira, à aquicultura e à conservação do meio ambiente”, explica Cacilda.

Os pesquisadores do Instituto, que é ligado também à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), trabalham em estudos voltados ao impacto ambiental, ao manejo integrado dos recursos aquáticos e à biologia populacional de peixes, tecnologia de pesquisa e socioeconomia voltada à atividade pesqueira continental. São levantados ainda dados relacionados aos esforços de pesca e produção pesqueira de água doce e tecnologias de recuperação ou reabilitação da qualidade ambiental para melhoramento, adequação e integração dos diversos recursos aquáticos.

Por Fernanda Domiciano
Assessoria de Imprensa – APTA
fdomiciano@sp.gov.br
gsalmeida@sp.gov.br

Pin It

Notícias por Ano