cabecalho apta130219

Diminui A Produção Paulista De Goiaba Para Indústria Em 2006

No último qüinqüênio, os produtores paulistas de goiaba para indústria e, mais especificamente, da região de Taquaritinga - principal produtora da fruta destinada à industrialização no estado - tiveram muita dificuldade para colocação da fruta no mercado. Isto ocorreu em decorrência, basicamente, da fuga das grandes indústrias de processamento, até então localizadas na região, para outros estados, estimuladas por incentivos fiscais, como o ICMS. Esse fato provocou, de início, a substituição dos pomares mais antigos, compostos de variedades comuns, pelo cultivar Paluma, que, além de maior produtividade, possui ainda a capacidade de produzir em períodos variados, desde que seja conduzida poda em épocas diferentes, o que contribuiu para que a produção estadual, no agregado das duas variedades, não sofresse queda ao longo do período 2000-2005. Em 2005, a produção estadual atingiu cerca de 75,5 mil toneladas da fruta, volume 19,8% maior que o obtido em 2000 1. A absorção da fruta por parte do mercado só foi possível pelo surgimento de pequenas indústrias, localizadas regionalmente, e pelo desvio de parte da produção para o mercado da fruta de mesa. Entretanto, o aumento continuado da oferta, vis à vis uma demanda com capacidade limitada de expansão, teve como resultado a manutenção de preços desestimulantes para os produtores. Isto deverá refletir-se numa sensível queda da produção estadual, em 2006, que está sendo estimada em 59,7 mil toneladas, nível semelhante ao de 1999, quando atingiu 59,2 mil toneladas (tabela 1).
Pin It

Notícias por Ano