cabecalho apta130219

Exportações Brasileiras De Bovinos Crescem 630%

As exportações brasileiras de bovinos vivos tiveram alta de 630% no ano passado. Cerca de 113.205 exemplares foram vendidos para o mercado externo contra 15.501 animais em 2004. Os maiores embarques seguiram em direção ao Líbano. A lista de países importadores inclui também Angola, Bolívia, Paraguai, Senegal e Burkina Faso. Segundo o consórcio de exportação Brazilian Cattle Genetics, com exceção do Líbano e Paraguai que compraram animais para abate, a maioria dos países importaram bovinos para reprodução e melhoria da qualidade genética de seus rebanhos. Outra alta significativa foi registrada na área de sêmen bovino. De 67.815 doses exportadas em 2004, o Brasil passou 123.405 doses de sêmen. Alta de 81% em relação ao ano anterior. As maiores quantidades do material genético exportado seguiram para o Uruguai. Outros países importadores foram Angola, Colômbia, Equador, Paraguai, Senegal, Venezuela e Tailândia. Desde 2002, o Brazilian Cattle Genetics vem trabalhando em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento na revisão de protocolos sanitários entre o Brasil e países interessados em importar o material genético bovino brasileiro. Mais de 11 protocolos já foram revistos, o que possibilitou as exportações de doses de sêmen saltarem de 29.519 em 2002 para 123.405 em 2005.
Pin It

Notícias por Ano