cabecalho apta130219

Frango vivo tem primeira alta do mês; em São Paulo e em Minas

Como ontem, no interior paulista, a oferta de frango vivo foi insuficiente para atender a demanda, o produto obteve um reajuste de cinco centavos, passando a ser comercializado por R$1,55/kg. Em Minas Gerais a situação foi idêntica e, por isso, o produto conseguiu reaver os cinco centavos que havia perdido na sexta-feira, voltando a ser comercializado por R$1,65/kg. O novo ajuste torna o atual preço do frango paulista 55% superior ao praticado há um ano, ocasião em que o setor ainda enfrentava os efeitos da crise na exportação. Então, exatamente no mês de julho, as exportações alcançaram o menor volume do ano e, como resultado, em menos de 30 dias a cotação interna da ave viva recuou quase 30%, alcançando no mês o segundo mais baixo nível de 2006. Hoje, vive-se situação oposta. Assim, enquanto há um ano (primeiro semestre), as exportações de frango in natura sofreram um recuo de praticamente 10%, neste ano registram, para o mesmo período, incremento de 22%, chegando a superar (em 4 mil toneladas) o recorde de 1,445 milhão de toneladas mantido desde o segundo semestre de 2005. Apesar, porém, de toda a reposição observada, a tendência, neste segundo semestre, é de relativa estabilização nos embarques de carne de frango, com evolução bem mais discreta que aquela até agora observada. E como existe uma tendência natural de a produção seguir aumentando, enquanto as exportações caminham para uma acomodação, seria bom que todo o setor acompanhasse passo a passo o evoluir da situação, para que não se rompa o equilíbrio que vem favorecendo a todos os segmentos da avicultura de corte.
Pin It

Notícias por Ano