cabecalho apta130219

GUEDES REFORÇA NECESSIDADE DE AMPLIAR OFERTA DO SEGURO AGRÍCOLA

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Luís Carlos Guedes Pinto, reuniu-se hoje (05/03) com cerca de 20 representantes de seguradoras e resseguradoras na Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento em São Paulo. No encontro, ele fez um apelo ao setor para que ajude a ampliar a oferta do seguro agrícola no País. “Esse é um instrumento fundamental da nova política agrícola que o governo federal está implementando no Brasil. Por seu intermédio, vamos contribuir para que nossos produtores fiquem menos vulneráveis a fenômenos climáticos e às oscilações do mercado”, afirmou. Guedes destacou que as seguradoras e resseguradoras têm importante papel a desempenhar no processo de ampliação da oferta do seguro agrícola no País De acordo com ele, é preciso incentivar não só o aumento do uso desse instrumento, como também melhorar a qualidade do próprio seguro rural. Para tanto, destacou, o governo federal tomou uma série de medidas para dar suporte a essa expansão. Os representantes do setor consideraram positivo o encontro com o ministro. Subvenção – O governo subvenciona parte das despesas com o prêmio do seguro. A subvenção dos produtos agrícolas varia de 40% a 60%, dependendo da cultura ou da modalidade de seguro, segundo o diretor do Departamento de Gestão de Risco Rural do Ministério da Agricultura, Welington Soares de Almeida, que acompanhou Guedes na reunião. Para a pecuária, florestas e a atividade aqüícola, a subvenção é de 30%, acrescentou Almeida. O Orçamento da União de 2007 destina R$ 99,5 milhões para subvenção ao prêmio do seguro agrícola. Esses recursos, calcula Almeida, permitem subvencionar 70 mil apólices, beneficiando 53 mil produtores. Em 2006, o valor subvencionado foi de R$ 31,1 milhões, de um total de R$ 60 milhões disponíveis. O montante aplicado pelo governo no seguro rural no ano passado representou um acréscimo de 1.244,42% em relação a 2005, quando ele começou a ser efetivamente implementado.
Pin It

Notícias por Ano