cabecalho apta130219

×

Aviso

There is no category chosen or category doesn't contain any items

Inovação e tecnologia: APTA de Portas Abertas mostra à sociedade como a ciência atua no agronegócio

O evento foi realizado em sete cidades paulistas e apresentou o trabalho desenvolvido pelos Institutos ligados à Associação Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA)

Os dias 18 e 19 de novembro foram marcados por muitas trocas de experiência entre a população e pesquisadores, nas dependências de 10 unidades da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), no projeto “APTA de Portas Abertas”.
Os Institutos de sete cidades participaram da ação e abriram suas portas para estudantes de escolas públicas e particulares, além da população em geral, com o objetivo de inteirá-los sobre o trabalho realizado em prol do agro do Estado de São Paulo. Ao todo, aproximadamente 5 mil pessoas estiveram presentes nos dois dias.


Participaram do evento, na capital do estado, o Instituto de Economia Agrícola (IEA), o Instituto de Pesca (IP) e o Instituto Biológico (IB). Em Campinas, duas unidades receberam visitantes: Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) e o Instituto Agronômico (IAC). As unidades da APTA Regional de Pariquera-Açu, de Itapetininga e de Assis, além do Centro de Seringueira e Sistemas Agroflorestais do IAC, em Votuporanga, e o Instituto de Zootecnia (IZ), na cidade de Nova Odessa, também fizeram parte da iniciativa.


O coordenador da APTA, Sergio Tutui, ressaltou que a diversidade de temas e áreas exploradas pelas unidades participantes foi um atrativo para o evento. “Apesar dos Institutos realizarem muitas ações pontuais, a ideia do APTA de Portas Abertas foi promover um momento sincronizado para que a nossa população conheça as diversas temáticas que são abrangidas pelo trabalho executado em cada uma das instalações, desmistificando o trabalho que realizamos”.


“Toda a sociedade paulista tem contato com algum produto que foi desenvolvido pela APTA e por seus Institutos. Abrir a porta deles para a nossa população também é uma forma de valorizar o trabalho dos pesquisadores, cientistas e todos os profissionais envolvidos nesse processo”, destacou Tutui.


Durante os dois dias, os estudantes e demais visitantes tiveram contato com atividades práticas e teóricas, puderam conhecer experimentos e participar de exposições, oficinas e feiras, planejadas para oferecer a melhor experiência possível.


“Nossa meta agora é consolidar esse evento no calendário de atividades da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios e expandi-lo para mais unidades e mais cidades", finalizou Sergio Tutui.