cabecalho apta130219

ITAL treina profissionais da Vigilância Sanitária da região de Campinas

O Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, ministra treinamento a 25 técnicos da Vigilância Sanitária (Visa) de Campinas e de outros municípios da região. O curso, que aborda boas práticas de fabricação de diversos tipos de produtos alimentícios, é coordenado pelo Grupo Especial de Segurança Alimentar do Instituto. O evento terá a duração de seis semanas, sempre às segundas-feiras, sendo que duas aulas já foram realizadas e a próxima acontece no dia 27 de abril. Pesquisadores de praticamente todas as unidades técnicas do ITAL ministram aulas no curso. Esta integração permite que uma ampla gama de assuntos seja contemplada. São, deste modo, abordados aspectos de legislação de alimentos, microbiologia aplicada a diversos produtos, fabricação de sorvetes, processamento de frutas e hortaliças, rotulagem de alimentos, conservação e tecnologia de processamento de carnes, aditivos e ingredientes, óleos e gorduras, embalagens, pães, massas alimentícias, biscoitos, chocolates e derivados, confeitos e balas, entre outros. Segundo a coordenadora do Grupo Especial, Shirley Aparecida Berbari, o programa foi constituído em conjunto pelo ITAL e a Visa de modo a contemplar temas de maior importância aos participantes visando à fiscalização e os tipos de empresas alimentícias da região de Campinas. “Os conhecimentos obtidos serão usados nas rotinas de fiscalização dos profissionais da Visa. É uma tendência do fiscal não apenas fiscalizar e punir. Em uma primeira vistoria, ele pode auxiliar a empresa no sentido de solucionar os problemas sem a aplicação de punição”, destaca Shirley. Esta tendência está ligada a uma carência de conhecimentos técnicos por parte de profissionais que atuam em algumas empresas ligadas à alimentação. Shirley explica que, muitas vezes, as irregularidades ocorrem por falta de informação e não por má fé. Neste sentido, além de cumprir a função de fiscalizar, os profissionais da Vigilância Sanitária podem ser difusores do conhecimento técnico adequado àquele estabelecimento e, em caso de aplicação de punição, explicar os motivos da medida. Shirley considera, ainda, ações deste tipo uma função importante do ITAL. “É uma difusão do conhecimento dos técnicos do ITAL para benefício do município de Campinas e das cidades da região”, explica, destacando que a atuação dos profissionais treinados está diretamente ligada à saúde da população. Com base na experiência há, inclusive, a perspectiva de serem realizados treinamentos também para profissionais da indústria que têm carência neste tipo de informação. Assessoria de Comunicação – ITAL Leila Ming Bratfisch (19) 3743-1757 / leila@ital.sp.gov.br Assessoria de Comunicação da APTA José Venâncio de Resende (11) 5067-0424
Pin It

Notícias por Ano