cabecalho apta130219

MAIS DE 70 MUNICÍPIOS COMEMORAM DIA NACIONAL DO CAMPO LIMPO EM 18 ESTADOS

O Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos (inpEV), promove na próxima sexta-feira (18/08) o Dia Nacional do Campo Limpo. Neste dia, 78 centrais de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas espalhadas por 18 Estados do País comemorarão os excelentes resultados que classificam o Brasil como líder e referência mundial na destinação final de recipientes de produtos fitossanitários. O objetivo do Dia Nacional do Campo Limpo é demonstrar para a sociedade a parceria de sucesso entre os elos da cadeia produtiva agrícola em benefício da preservação do meio ambiente, principalmente o exemplo de conscientização demonstrado pelo produtor rural brasileiro, e celebrar os ótimos índices obtidos pelo Sistema de Destinação Final de Embalagens Vazias em todo o Brasil. O evento conta com apoio da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV) e da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e uma realização das Associações e Entidades Gerenciadoras das Centrais de Recebimento de Embalagens Vazias. A data, comemorada pela primeira vez em 2005 em 40 centrais de recebimento, reuniu mais de 11.300 pessoas. Neste segundo ano de comemoração, ao todo 78 centrais de recebimento de embalagens vazias de defensivos agrícolas levarão mensagens sobre a importância da preservação do campo limpo e da produção agrícola sustentável para as escolas locais ou abrirão suas portas para que a comunidade conheça de perto toda as etapas do programa de descarte de embalagens vazias. Como parte das ações comemorativas do Dia Nacional as crianças e jovens das escolas envolvidas na programação poderão participar do concurso de desenho infantil ou de redação, com os respectivos temas: “Campo Limpo, A Natureza Agradece” e “Campo Limpo, O futuro em nossas mãos”. Também em virtude do Dia Nacional do Campo Limpo, foi lançado em agosto o concurso de fotografia “Um olhar sobre o campo limpo”, que premiará profissionais de campo (área comercial, técnica e desenvolvimento de produto e mercado) de todas as de defensivos agrícolas associadas ao inpEV . Dados Brasil - Liderança e excelência no descarte de embalagens O Brasil alcançou a marca de 11.622 toneladas de recipientes de produtos fitossanitários processados nos sete primeiros meses deste ano, um crescimento de 8,3% em relação ao mesmo período de 2005 (10.728 toneladas). Somente no mês de julho, foram devolvidas 2.427 toneladas de embalagens nas mais de 350 unidades de recebimento em operação no País. Após quatro anos de existência, o programa se aproxima da maturidade, com 84% de embalagens primárias destinadas. “Os resultados, sem dúvida, confirmam a liderança brasileira em relação a países como Estados Unidos, que destinam 20%, França, com 40%, Alemanha, com 55%, e Canadá, que chega a 70%”, acrescenta o diretor-presidente do inpEV, João Cesar Rando. Conheça os resultados alcançados pelos Estados brasileiros que se destacaram nesse período: · Tocantins – 266,1% (passou de 12 para 46 toneladas de embalagens); · Espírito Santo – 193,9% (passou de 41 para 122 toneladas de embalagens); · Ceará – 154,4% (passou de 7 para 18 toneladas); · Alagoas – 112,5 (passou de 17 para 36 toneladas); · Mato Grosso – 38,6% (passou de 2.200 para 3.093 toneladas); · Minas Gerais – 34,9% (passou de 846 para 1.143 toneladas); · São Paulo – 23,2% (passou de 1.543 para 1.902 toneladas); · Bahia – 12,1% (passou de 571 para 640 toneladas); · Mato Grosso do Sul – 10% (passou de 621 para 683 toneladas). Conheça o Sistema de Destinação Final de Embalagens Vazias A Lei Federal 9.974 de junho de 2000 define as responsabilidades de cada um dos envolvidos no processo produtivo agrícola quanto à destinação dos recipientes de produtos fitossanitários. Em comum, canais de distribuição, indústria e poder público têm como responsabilidade a educação e conscientização dos produtores rurais sobre a importância da realização da lavagem e devolução das embalagens dos produtos utilizados. Conheça o papel de cada um: · Agricultor – Após a utilização do defensivo agrícola, as embalagens devem ser lavadas (pelo método da tríplice lavagem ou lavagem sob pressão), furadas e inutilizadas. Cabe ao produtor armazená-las por até um ano em sua propriedade, de forma adequada (longe de alimentos, crianças e animais), em espaço coberto e devidamente fechado. Então, deve entregar o material na unidade de recebimento indicada pelo revendedor/distribuidor na nota fiscal de compra do produto. O distribuidor fornecerá um comprovante de entrega das embalagens, que deve ser guardado pelo produtor rural por até um ano, para efeito de fiscalização. · Canais de distribuição / cooperativas – Os revendedores, distribuidores e cooperativas formam associações de distribuidores responsáveis pela construção e gerenciamento das unidades de recebimento de embalagens – postos ou centrais. Nos postos é feita a inspeção da lavagem e o armazenamento temporário dos recipientes. Depois, as embalagens são transportados para as centrais, unidades maiores, que fazem a separação e a compactação das embalagens para enviar ao destino final: a reciclagem ou incineração. Todos esses espaços possuem licenciamento ambiental. · Fabricantes – Representada pelo inpEV, a indústria produtora de defensivos agrícolas é responsável por toda a logística de transporte, promovendo a coleta e a destinação dos volumes às recicladoras ou incineradoras. O resultado da reciclagem é a produção de mais de 15 tipos de materiais como conduítes, embalagem para óleo lubrificante, barricas de papelão, economizadores de concreto entre outros. · Poder público – Deve fiscalizar o funcionamento do sistema de destinação final, emitir licenças de funcionamento para Unidades de Recebimento de acordo com os órgãos competentes de cada Estado, além de apoiar os esforços de educação e conscientização do agricultor quando às suas responsabilidades dentro do processo. O sucesso do programa é conseqüência do engajamento de todos os envolvidos no sistema, cada um cumprindo sua parte para contribuir com a preservação do meio ambiente e a saúde humana. Sobre o inpEV O inpEV é uma entidade sem fins lucrativos que representa a indústria fabricante de defensivos agrícolas em sua responsabilidade de destinar as embalagens vazias dos produtos fitossanitários. As ações contam com apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O instituto atende às determinações da Lei Federal 9.974/00 e do Decreto Federal nº 4.074/2000. Foi fundado em 14 de dezembro de 2001 e entrou em funcionamento em março de 2002. Atualmente possui 63 empresas e sete entidades de classe do setor como associadas. Mais informações sobre o inPEV e o Sistema de Destinação de Embalagens Vazias estão disponíveis no site www.inpev.org.br. Para mais informações sobre o Dia Nacional do Campo Limpo acesse: www.inpev.org.br/campolimpo2006.
Pin It

Notícias por Ano