cabecalho apta130219

MAPA ADQUIRE SISTEMA PARA MONITORAR SALMONELLA EM CARCAÇAS DE FRANGOS E PERUS

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está intensificando o trabalho de monitoramento microbiológico e controle de Salmonellla spp em carcaças de frangos e perus abatidos nos estabelecimentos sob inspeção federal em todo o País. Para isso, adquiriu um sistema para caracterização de isolados bacterianos, o RiboPrinter. Segundo o coordenador geral de Apoio Laboratorial do Mapa, Marcelo Bonnet, a principal função deste monitoramento microbiológico é a construção de um sistema de informações para avaliação da contaminação destes produtos, permitindo uma melhor eficiência nas medidas de controle no sistema de produção, visando a inocuidade dos alimentos. A aquisição do sistema RiboPrinter atende às determinações da Instrução Normativa nº 70, de 2003, que criou o Programa de Redução de Patógenos (PRP). Bonnet explicou que a implementação do programa se deu em razão das novas exigências da segurança alimentar, aliada à necessidade de que o sistema de inspeção de carcaças de frangos e perus abatidos seja realizada com base nos princípios de Boas Práticas de Fabricação (BPF) e na Análise de Riscos e Pontos Críticos de Controle (APPCC). O coordenador destacou que diante da necessidade destas novas exigências a execução do Programa de Redução de Patógenos tem como principais objetivos a verificação da prevalência da Salmonella spp., formação de um banco de dados para análise dos índices de contaminação e estabelecimento de padrões quantitativos de aceitabilidade da contaminação dos produtos avícolas alvos desta ação. O Mapa também vai realizar monitoramento constante do nível de contaminação por Salmonella spp em estabelecimentos de abates de aves. O programa também prevê o aumento das garantias de inocuidade dos produtos avícolas no mercado interno e externo. A utilização da ribotipagem, por meio do uso do RiboPrinter, permitirá a rastreabilidade e o monitoramento da disseminação clonal da bactéria. Na avaliação do Mapa, a construção deste sistema poderá ainda ajudar na avaliação de surtos epidemiológicos causados por este patógeno ou por outro microorganismo que faça parte de seu banco de dados. “Além disso, o sistema será útil na detecção das disseminações locais e regionais de outras bactérias de importância para a saúde humana e animal”, acrescentou Marcelo Bonnet.
Pin It

Notícias por Ano