cabecalho apta130219

Muito além do Milho: o potencial do etanol

Em meio ao debate atual sobre os biocombustíveis, temos que ter em mente algumas considerações básicas. O etanol pode ser produzido a partir de uma ampla variedade de plantas de colheita, comumente é gerado a partir do grão ou do açúcar. Posteriormente se mistura com gasolina como oxigenador ou suplemento do combustível, e já se usa em veículos à gasolina, ou também pode ser utilizado sem misturar em veículos de combustível flexível que funcionam com qualquer mistura de etanol e gasolina. Em um mundo ameaçado pelo clima e pela instabilidade em importantes países produtores de petróleo, se multiplicam os esforços para substituir o petróleo por combustíveis alternativos. As colheitas de biocombustível capturam dióxido de carbono da atmosfera enquanto estão crescendo, compensando os gases do efeito estufa lançados quando o combustível se queima posteriormente. Como combustível renovável, o etanol tem o potencial de diversificar as fontes de energia e fazer decrescer a dependência do petróleo estrangeiro. È de suma importância a quantidade de energia usada para produzir etanol. Crescendo, transportando e destilando o milho, para ganhar aproximadamente 4 litros de etanol, é necessário quase tanta energia quanto a que o etanol contém em si mesmo. As beterrabas são uma fonte mais valiosa. Produzem quase duas unidades de energia para cada unidade usada na produção. Devido a estes balanços energéticos positivos e maiores produções, faz mais sentido produzir o etanol de colheitas de açúcar do que de grão. Os resíduos agrícolas, tais como caules de milho, palha de trigo, e caules de arroz, normalmente são deixados no campo. Se fossem coletados novamente para a utilização em biodiesel, se obteria uma classe de segunda colheita, enquanto poderia ser deixada no solo matéria orgânica suficiente. Panorama mundial Parece que o assunto agroenergia vai mudar a “Geografia Mundial”, disse Roberto Rodríguez, copresidente do Conselho Interamericano do etanol. O Brasil, o maior produtor de etanol, e os Estados Unidos fizeram um acordo de cooperação na produção de biocombustível. O Brasil se propõe a duplicar em 5 anos a produção de combustível. O México hospedará uma mega planta de etanol, que será construída a partir de julho em Sonora, por investidores dos Estados Unidos e Índia. Lucia Simonetta
Pin It

Notícias por Ano