cabecalho apta130219

Oferta de milho deve atingir 8,5 milhões de toneladas em SP, maior que a demanda

A oferta total de milho deve crescer este ano 4,2%, para 8,505 milhões de toneladas, no Estado de São Paulo, para uma demanda total de 7,991 milhões de toneladas (acréscimo de 3,0%),o que resultaria em estoque final de 514 mil toneladas (aumento de 28,6% em relação ao ano anterior). A Câmara Setorial de Milho da Secretaria de Agricultura e Abastecimento aprovou este mês a segunda estimativa de oferta e demanda de milho, elaborada pelo pesquisador Alfredo Tsunechiro do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA). Do total da demanda de milho, a importação de outros estados deve aumentar 7,3%, para 3,558 milhões de toneladas, enquanto a produção da primeira safra deve crescer 5,1%, para 3,737 milhões de toneladas. Por sua vez, o consumo animal deve crescer 3,5%, para 6,305 milhões de toneladas. O maior consumo é o da avicultura de corte, com acréscimo de 3,0%, para 2,966 milhões de toneladas. A suinocultura deve consumir 853,1 mil toneladas (mais 2,5%); a pecuária leiteira, 367,4 mil toneladas (mais 6%); e a pecuária de corte, 234,9 mil toneladas (mais 15,0%). Já a avicultura voltada para a produção de ovos deve reduzir em 3,0% o consumo de milho, para 978,1 mil toneladas. Na área industrial, o consumo previsto é de 1,2 milhão de toneladas, devendo repetir o desempenho de 2007. José Venâncio de Resende Assessoria de Comunicação Social da APTA (11) 5067-0424
Pin It

Notícias por Ano