cabecalho apta130219

Pesquisadores do IEA analisam exportações do agronegócio por Estado brasileiro

As diferenças nos pesos do agronegócio na exportação total explicam as discrepâncias entre a ordem das Unidades da Federação (UFs) por valor da exportação total e por valor da exportação do agronegócio. É o que mostram os pesquisadores Maximiliano Miura e Alfredo Tsunechiro, do Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.
Assim, entre as vinte unidades da federação (UFs) de maior receita de exportação do agronegócio em 2008 estão, por exemplo, Tocantins (99,9%), Mato Grosso (98,8%), Rondônia (98,1%), Alagoas (93,8%), Mato Grosso do Sul (81,7%) e Goiás (77,9%). Já entre as UFs de menor participação do agronegócio na exportação total,  encontram-se Rio de Janeiro (1,2%), Pará (14,4%), Amazonas (14,6%), Maranhão (17,0%), Espírito Santo (18,9%), Minas Gerais (24,0%) e São Paulo (17,1%).
No Amazonas, destacam-se as exportações de produtos da Zona Franca de Manaus, dizem os pesquisadores do IEA. No Pará e no Maranhão, predominam exportações de minérios e semimanufaturados de ferro e alumínio. Já no Espírito Santo se destacam minérios de ferro e seus manufaturados e, no Rio de Janeiro, petróleo e seus derivados, além da inexpressiva produção agropecuária estadual.
“A participação das exportações do principal produto (primário ou semimanufaturado) de cada UF em relação às exportações totais do agronegócio mostra uma diversidade de 13 produtos, importantes regionalmente. São produtos industrializados, com maior agregação de valor, no caso do açúcar e da celulose e produtos não processados de menor valor agregado, matéria-prima como soja em grão, couro bovino e madeira.”
“A soja em grão foi o produto agropecuário de maior participação na exportação do agronegócio de sete UFs, com contribuição expressiva na maioria das regiões: 48,6% em Mato Grosso, 34,4% em Goiás, 87,8% no Maranhão, 82,0% em Tocantins e 47,6% no Piauí. A madeira foi o principal produto do agronegócio de quatro Estados: Pará (com participação de 41,3% do total do agronegócio), Amapá (84,2%), Acre (77,7%) e Roraima (59,6%).”
“Cabe destacar a magnitude da exportação do açúcar de São Paulo, soja em grão do Mato Grosso e café verde de Minas Gerais, com valor superior a US$3 bilhões cada um, e maior que a soma da exportação de todo o agronegócio de cada uma das 19 UFs abaixo da posição de Goiás, oitava colocada no ranking brasileiro.”
São Paulo lidera
O Estado de São Paulo lidera o ranking das UFs na exportação do agronegócio no Brasil, com receita de US$15,7 bilhões, representando 21,86% do total do agronegócio exportado pelo Brasil em 2008, informam os pesquisadores do IEA. “Os 20 produtos de maior participação na exportação paulista representaram 88,8% das receitas das divisas estaduais em 2008. Os quatro produtos das exportações paulistas de maior participação no total brasileiro foram: açúcar, carne bovina, suco de laranja e álcool (etanol) que, em conjunto, representaram 60,5% do total da exportação do agronegócio estadual naquele ano.”
No Rio Grande do Sul, os quatro principais produtos do agronegócio exportados em 2008 foram fumo não manufaturado, soja em grão, carne de frango e calçado de couro, cujo conjunto correspondeu a 53,7% do total, dizem os técnicos. “O Estado do Paraná teve como os principais produtos soja em grão, carne de frango, farelo de soja e óleo de soja, que contribuíram com 58,5% do total do agronegócio. Os quatro produtos mais importantes do Mato Grosso foram soja em grão, farelo de soja, milho e óleo de soja, com 78,4% de participação na receita total do agronegócio, sendo que apenas o principal produto (soja em grão) representou, isoladamente, 48,6% desse total.”
Veja a íntegra do artigo “Exportações do Agronegócio das Unidades Federativas do Brasil em 2008”
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

Acompanhe a Secretaria de Agricultura no Twitter

Pin It

Notícias por Ano