cabecalho apta130219

Preços agrícolas sobem 1,34% na 2ª quadrissemana de julho; tomate de mesa aumenta 68,24%

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), que mede os preços pagos ao produtor rural, subiu 1,34% na segunda quadrissemana de julho, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA-APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O grupo de produtos de origem animal ficou acima deste patamar, com 2,61%, enquanto os preços dos produtos de origem vegetal apresentaram variação positiva de 0,86%.
Porém, nas maiores altas por produtos, os destaques são tomate para mesa (68,24%); batata (10,39%); carne de frango (9,04%); ovos (9,03%) e soja (7,39%). Entre os produtos analisados, 11 apresentaram alta nos preços (sete da área vegetal e quatro do segmento animal), enquanto oito tiveram queda (seis vegetais e dois de origem animal).
Chuvas, que reduziram a oferta nas regiões produtoras nas últimas semanas, e a colheita de variedades mais valorizadas continuaram provocando a acentuada elevação nos preços do tomate para mesa, segundo a análise do IEA. A elevação nos preços da batata refletiu o efeito das chuvas extemporâneas, que dificultam a colheita do tubérculo e seu transporte ao mercado, associado à entrada de variedade mais valorizada.
Já as quedas mais acentuadas ocorreram nos preços da laranja para mesa (25,43%); do feijão (12,89%); da carne suína (8,49%); da banana nanica (5,37%) e do algodão (3,01%).
A falta de mercado da laranja para indústria (combinação de grande safra com queda no volume exportado, especificamente do suco não-concentrado) deixou poucas alternativas ao citricultor, derrubando o preço da laranja para mesa. Sem falar da diminuição do consumo in-natura por parte dos consumidores por causa das temperaturas mais baixas.
São responsáveis pela análise os pesquisadores Luis Henrique Perez (lhperez@iea.sp.gov.br); Danton Leonel de Camargo Bini (danton@iea.sp.gov.br); Eder Pinatti (pinatti@iea.sp.gov.br) e José Alberto Angelo (alberto@iea.sp.gov.br).
Clique aqui para ver a íntegra da análise
Assessoria de Comunicação da APTA
José Venâncio de Resende
(11) 5067-0424

Pin It

Notícias por Ano