cabecalho apta130219

Área de cana cresce 24,6% em MG até setembro

O espetacular aumento de 24,2% da área plantada de cana de açúcar em Minas Gerais no período de janeiro a setembro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado é o destaque do boletim Agropecuária Mineira, lançado nessa quinta-feira (26-10) pela Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais. O documento que pretende acompanhar mensalmente o desempenho da economia agrícola mineira confirma a expansão dessa atividade voltada basicamente para a produção de álcool e que credencia o estado a tornar-se o segundo pólo sucro-alcooleiro do país até 2010. Segundo a publicação, a produção de cana-de-açúcar cresceu neste ano de 25 milhões para 31 milhões de toneladas. O crescimento da área plantada foi também acompanhado do aumento de 20,9% no preço do produto nos mercados interno e externo. Recentemente, o governo mineiro informou que estado já possui cerca de 80 municípios canavieiros e em muitos deles a cana é a principal atividade agrícola. A matéria-prima abastece 24 usinas instaladas no estado. As estatísticas da Faemg não apresentam, porém, apenas números positivos. Os levantamentos revelam que houve neste ano uma queda de 34% na produção de algodão, 17% na de milho e 16 na de soja. Segundo o presidente da entidade, Roberto Simões, há um esforço para a inclusão, já nas próximas edições, da atividade florestal (madeira e carvão) que o governo federal, segundo afirmou, "infelizmente", considera como não uma atividade produtiva, mas como uma questão da área ambiental. Minas Gerais lidera a produção nacional de alho, batata, café e leite. O estado também está em segundo lugar na produção de feijão e ovos e o terceiro em abacaxi, carne bovina e tomates. No caso do café, o estado produz a metade do café brasileiro e se fosse um país, seria o segundo produtor mundial.
Pin It

Notícias por Ano