cabecalho apta130219

Regras para orgânicos deverão sair do papel

O ministro da Agricultura, Luís Carlos Guedes Pinto, anunciou ontem, na abertura da feira BioFach América Latina - ExpoSustentat, em São Paulo, que o presidente Lula deverá assinar o decreto que regulamenta a Lei dos Orgânicos do país nas próximas duas semanas. A regulamentação da lei é considerada vital por produtores, empresas e certificadoras para o efetivo desenvolvimento do segmento no Brasil. Em comunicado divulgado pelo ministério, Guedes afirma que no primeiro semestre de 2007 "já teremos regras claras para a produção brasileira de orgânicos, o que é importante tanto para o consumidor interno quanto para o mercado externo". Apesar do ânimo do ministro, é preciso ressaltar que a expectativa dos representantes da cadeia dos orgânicos é que essas regras já estivessem claras e definidas em meados deste ano. Conforme o ministério, a agropecuária orgânica brasileira ocupa 800 mil hectares e conta com 15 mil produtores. Outros 5 milhões de hectares são ocupados, na Amazônia, com extrativismo orgânico de castanha. Para efeito de comparação, o plantio de soja (transgênica e convencional, mas não orgânica) deverá ocupar mais de 20 milhões de hectares na safra 2006/07, que está em fase de plantio. Também ontem a Câmara de Comércio Exterior (Camex) divulgou que as exportações brasileiras de orgânicos, que ganharam recentemente uma classificação específica, alcançaram US$ 700 milhões nos últimos dois meses. Para o acumulado do ano, a expectativa é que o valor atinja US$ 1 bilhão.
Pin It

Notícias por Ano