cabecalho apta130219

Saldo comercial do agronegócio: São Paulo teve aumento em janeiro de 2009

Os produtos do agronegócio paulista apresentaram exportações decrescentes em janeiro deste ano (-8,8%), atingindo US$ 1,03 bilhão. Já as importações tiveram maior diminuição (-29,2%), somando US$ 0,46 bilhão, o que resultou no aumento de 18,8% no saldo comercial em relação ao mesmo mês de 2008, de US$ 0,57 bilhão. É o que indica estudo realizado pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/Mdic). “Há que se destacar que as importações paulistas nos demais setores - exclusive os agronegócios - somaram US$ 3,98 bilhões para exportações de US$ 1,72 bilhão, gerando um déficit externo desse agregado de US$ 2,26 bilhões. Assim, conclui-se que o déficit do comércio exterior paulista só não foi maior devido ao desempenho dos agronegócios estaduais, cujos saldos se elevaram, pois as importações diminuíram mais do que as exportações”, afirmam os pesquisadores. Para o secretário de Agricultura e Abastecimento, João Sampaio, o agronegócio paulista não entra em déficit, porque as importações caem muito. “O efeito câmbio tem de ser levado em consideração na análise, pois melhora a situação para alguns produtos exportados, os quais tiveram mesmo recuperação de preços no cenário internacional”, afirma. A participação das exportações do agronegócio paulista no total do Estado cresceu 9 pontos percentuais, enquanto a participação das importações diminuiu em 3,1 pontos percentuais na comparação do primeiro mês de 2008 ao de 2009. Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais de São Paulo no primeiro mês de 2009 representaram 23,7%, ou seja, 0,6% a mais que no mesmo mês de 2008, enquanto as importações representaram 32,9%, sendo 0,2% superior à verificada no ano anterior. Em âmbito nacional, a participação dos produtos do agronegócio nos totais do País cresceu em termos das exportações (+7,5%) e recuaram em relação às importações (-2,5%), o que é interpretado pelos autores da análise - Sueli Alves Moreira Souza, José Roberto Vicente e José Sidnei Gonçalves - como uma elevada capacidade do agronegócio brasileiro em responder aos movimentos da crise mundial. (Veja análise completa no site www.iea.sp.gov.br) Assessoria de Comunicação da Secretaria Tel.: 11 5067-0069 Euzi Dognani/Adriana Rota/Nara Guimarães www.agricultura.sp.gov.br Assessoria de Comunicação da APTA José Venâncio de Resende (11) 5067-0424
Pin It

Notícias por Ano