cabecalho apta130219

Semente certificada de arroz é garantia de qualidade

A utilização de sementes certificadas garante ao produtor uma semente com origem conhecida, e acompanhamento técnico do Irga em todas as fases mais importantes da cultura do arroz, desde o campo até a comercialização. A certificação é um processo externo de auditoria de qualidade, ou seja, o produtor se candidata a produzir sementes certificadas. O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) é a entidade certificadora no estado e está credenciado junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Para garantir a qualidade das sementes, a Instituição realiza vistorias, tanto no campo como na unidade de beneficiamento de sementes. Para a semente certificada existem padrões de qualidade determinados por lei, que são seguidos rigidamente pelos técnicos do Irga e pela rede de Laboratórios de Análises de Sementes (Las) da Autarquia. “Somente são aprovadas aquelas sementes que realmente tiverem qualidade superior, além de não ser permitida a presença de arroz vermelho, tanto no campo de produção como nas amostras enviadas aos Las”, explica José Guma, da equipe de sementes do Irga. Se a semente estiver dentro do padrão determinado pelo Mapa, sem a presença de arroz vermelho, então ela recebe um certificado de garantia de sementes, especificando o percentual de germinação e a pureza. Este documento deve estar junto à nota fiscal e ser referente ao lote adquirido pelo produtor. “O que é importante ressaltar, é que a semente certificada tem acompanhamento constante do corpo técnico do Irga, e é submetida a diversas vistorias de qualidade”, afirma Guma. A semente certificada pode representar um diferencial de produtividade, já que apresenta maior vigor e germinação, além da pureza. Isto reflete em lavouras bem estabelecidas e com estande de plantas ótimo, mesmo com densidades de semeadura baixas. Outro fator importante é a qualidade do produto a ser colhido. “A utilização de sementes certificadas garante ao produtor que não haverá misturas de diferentes cultivares”, diz. Guma esclarece que a certificação das sementes permite a padronização do ponto ideal de colheita, o que facilita a secagem do produto bem como a obtenção de grãos de boa qualidade. Para adquirir sementes certificadas, o produtor de arroz do Rio Grande do Sul deve procurar um dos 39 Núcleos de Assistência Técnica do Irga (Nates) e se informar sobre o assunto.
Pin It

Notícias por Ano