cabecalho apta130219

SISTEMA PERMITE OBTER TOMATE SEM RESÍDUO DE AGROTÓXICO

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), empresa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, conseguiu pela primeira vez, produzir tomate sem resíduo de agrotóxico. E o fato histórico aconteceu em São José de Ubá (região noroeste do estado do Rio de Janeiro). As análises, feitas pela FIOCRUZ comprovaram a pureza do tomate. O sistema de produção chama-se Tomatec. “O Tomatec envolve o trabalho de conservação de solo e água com a introdução do plantio direto do tomate na palhada. Associadas ao plantio direto, foram introduzidas técnicas de fertirrigação, manejo integrado de pragas (MIP) e ensacolamento da penca de tomate”, diz o pequisador da Embrapa Solos e líder do projeto José Ronaldo Macedo. As ações de MIP e de ensacolamento da penca do tomate produzem um tomate isento de agrotóxico, pois houve redução do uso do mesmo devido ao MIP e a proteção física do saco, evitando o ataque de brocas e o depósito da calda na casca do tomate. A fertirrigação proporciona maior eficiência no uso da água e de adubos mais solúveis, reduzindo, assim, os fortes níveis de adubação registrados nas lavouras de tomate. O Sistema de Plantio Direto na Palha (SPD) promove a redução do processo erosivo decorrente do preparo inadequado do solo. O Tomatec produz um tomate limpo, resistente e de excelente aparência, com selo de qualidade e rastreabilidade, o que proporcionará ao produtor receber melhor preço pelo seu produto. Vale lembrar que, ao lado das culturas da batata, mamão e morango, a do tomate é uma das que apresenta maior resíduo de agrotóxico.
Pin It

Notícias por Ano