cabecalho apta130219

Soja e milho injetam R$ 37 bi na economia

Um dos motores da economia nos primeiros anos desta década, e que estava em marcha lenta nos últimos três anos, volta a funcionar acelerado em 2007. É o setor de grãos. Só milho e soja, produtos que representam 82% da produção total de grãos do país, devem injetar R$ 37 bilhões na economia neste ano e trazer pelo menos mais US$ 7 bilhões para o país em exportações nos próximos meses. O resultado será uma reanimada na economia e discussões acaloradas sobre a valorização do real em relação ao dólar. Após dois anos de forte crise, quando os produtores tiveram perda de renda devido a quebra de safra, recuo nos preços das commodities e apreciação do real -além do aumento de custos de produção-, o cenário muda para 2007. As receitas de R$ 37 bilhões com os dois produtos superam em 54% as do ano anterior. Melhor para os agricultores, que devem embolsar grande parte desse dinheiro. Os custos de produção deste ano caíram, em média, 8,3% no cultivo desses dois produtos, para R$ 21 bilhões, dinheiro que deve ser repassado ao pagamento de dívidas contraídas com as indústrias de adubos e de sementes, cooperativas e outros fornecedores. Mas a diferença neste ano é que os produtores ficarão com os outros R$ 16 bilhões -12 vezes o R$ 1,31 bilhão da safra anterior. No ano passado houve o descasamento entre os custos elevados pagos na produção e a queda no preço das commodities no principal período de desova da safra. A perda de renda dos produtores foi maior ainda devido à valorização do real.
Pin It

Notícias por Ano